Serra da Capivara (PI) possui desenhos rupestres de 50 mil anos atrás

O Parque Nacional Serra da Capivara foi o único lugar do Brasil citado pelo jornal New York Times como destino turístico. A seleta lista do jornal cita apenas 52 locais no mundo todo.

O parque é uma unidade de conservação conhecida pela grande quantidade de sítios arqueológicos. São mais de 800 no total, sendo 204 disponíveis e equipados para receber visitantes.

Desde a década de 1960, a área de 130 mil hectares é estudada por especialistas, o que ajudou na elaboração dos dois museus dentro do parque.

O Museu da Natureza que foi inaugurado em 2018, é um convite para que os visitantes vejam espécies extintas que habitaram a região, como os tigres-dente-de-sabre.

No Museu do Homem Americano é possível ver ossadas e outros elementos da evolução humana.

Com desenhos rupestres que datam de pelo menos 50 mil anos atrás, estudiosos acreditam que a história do homem nas Américas, começou pela região da Serra da Capivara.

Para entender essa história, é preciso fazer uma visita ao parque, e quem faz esse chamado é a chefe do Parque Nacional da Serra da Capivara, Marian Rodrigues. Além das artes pré-históricas, o público é presenteado com as belezas naturais do lugar, cavernas e o Boqueirão da Pedra Furada, um paredão rochoso gigantesco com mais de mil pinturas rupestres que atraem turistas ao parque.

O parque se tornou Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1991, e ainda preserva resquícios primários da caatinga, um bioma 100% brasileiro.

Além do Parque da Serra da Capivara, a lista do New York Times inclui áreas urbanas como o bairro do Queens, em Nova York e a cidade de Kyoto no Japão.

*Com supervisão de Raquel Mariano. 

Edição: Raquel Mariano / Guilherme Strozi

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *