Ministério reduz tempo de isolamento para casos leves de covid-19

O Ministério da Saúde reduziu de 10 para 7 dias o tempo de isolamento recomendado para quem tiver sintomas leves e moderados de covid-19. A nova recomendação vale para quem não apresentar qualquer sintoma nas últimas 24 horas desse prazo e também não estiver recebendo medicamentos para combater os sintomas da doença, como a febre, por exemplo.

O secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Arnaldo Medeiros, afirmou que existe apenas uma exceção: a pessoa que chegar ao quinto dia de infecção sem sintomas pode fazer um teste RT-PCR ou antígeno. Se o resultado for negativo, pode suspender o isolamento.

A redução do tempo de isolamento para 7 dias só vale para quem não apresentar sintomas nas últimas 24 horas. Se a pessoa estiver com sintomas ou tomando remédio, deve manter a quarentena por 10 dias.

O médico infectologista Marcelo Daher destaca que a medida pode ajudar a garantir mais atendimento médico. Isso porque muitos profissionais de saúde estão vacinados e não costumam apresentar sintomas.

Sobre as contaminações pela variante Ômicron do coronavírus no Brasil, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a vacinação deve fazer com que a maioria dos casos seja com sintomas leves ou moderados.

Durante a entrevista coletiva em que anunciou a redução do tempo de isolamento para pessoas com covid-19 sem gravidade, o ministro Marcelo Queiroga também informou que vai enviar novos testes para estados e municípios. A expectativa de Queiroga é de distribuir pelo menos 28 milhões de testes até o fim deste mês.

Edição: Roberto Piza/Edgard Matsuki

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.