Indústria de veículos começa 2022 com queda nas vendas

A indústria de veículos começou 2022 com queda nas vendas de carros de passeio, utilitários, caminhões e ônibus. Ao todo foram licenciados em janeiro 126 mil e 500 veículos, o que representa uma queda de 31,64% na comparação com o mês anterior. Já em relação a janeiro de 2021, a baixa foi de 15,79, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, divulgados nesta quarta-feira.

Segundo a Fenabrave, o resultado acontece principalmente em função dos baixos estoques das concessionárias, da persistente falta de insumos e componentes para produção de veículos, além do comprometimento da renda das famílias no primeiro mês do ano.

Para o economista Cesar Bergo, a queda nos emplacamentos também está associada à inflação e ao aumento da taxa de juros, que preocupam o consumidor; além do desemprego e da queda na renda, no contexto da pandemia, e, em especial, à alta de preços dos automóveis comercializados.

Carlos Bergo destaca ainda o desaparecimento de carros populares, observado no país nos últimos anos.

No segmento de duas rodas, segundo a Fenabrave, as vendas de motocicletas caíram 20,21% em janeiro na comparação com dezembro do ano passado. Mas em referência a janeiro de 2021, houve um aumento de 4,49%.

Edição: Nádia Faggiani / Beatriz Arcoverde

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.