GDF vai fiscalizar locais para evitar festas de carnaval

Entre os dias 25 de fevereiro e 2 de março, o governo do Distrito Federal vai reforçar a fiscalização em locais que possam realizar festas de carnaval. Isso porque o decreto em vigor com medidas para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 na capital federal proíbe a realização de festas públicas ou privadas, aglomerações, shows ou pistas de danças no período do carnaval. 

Durante coletiva de imprensa, o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, ressaltou que apesar de a taxa de transmissão Rt da Covid-19, que chegou a 2,61 no final de janeiro, estar em 0,87, há ainda muita pressão no sistema de saúde do Distrito Federal. Hoje, a ocupação dos leitos de UTI está em 96%. Para o dirigente, a preocupação é reverter os índices que estão em queda durante o período dos festejos.

Já o secretário de segurança pública, Júlio Danilo, explicou que as equipes responsáveis pela fiscalização estarão presentes tanto em locais tradicionais de encontros de carnaval, quanto em estabelecimentos comerciais. Está sendo feito ainda o monitoramento de redes sociais de pessoas que tentam burlar o decreto e organizar festas, como explica o secretário Júlio Danilo.  

Os empresários que descumprirem as restrições impostas durante o carnaval estão sujeitos a penalidades que variam de 4 a 20 mil reais de multa, além da interdição por até 60 dias do estabelecimento ou do promotor responsável pela aglomeração. Vale lembrar que bares e restaurantes, com música ao vivo, estão liberados, só não pode haver a pista de dança. A recomendação ainda é de deixar a fantasia em casa, para não configurar festa de carnaval neste locais. 

Edição: Raquel Mariano / Guilherme Strozi

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.