Balsa de garimpo ilegal é apreendida na Terra Indígena Xipaia, no Pará

balsa de garimpeiros apreendida no território indígena Xipaia

Um dia após denúncia de entrada ilegal de garimpeiros em terra indígena, policiais localizaram a balsa dos invasores, com sete pessoas.

Durante a operação “Guardiões do Bioma”, força-tarefa de diversos órgãos de segurança, proteção indígena e ambiental, foi localizada a embarcação usada no território indígena Xipaia, no estado do Pará.

Segundo os órgãos responsáveis pela ação, a balsa dos garimpeiros estava atracada em um local conhecido como Riozinho do Anfrísio, zona rural da cidade de Altamira. Dentro da embarcação estavam cinco adultos, que seguiram para a delegacia da Polícia Federal, e dois adolescentes, que foram apreendidos. Todos levados para a cidade de Itaituba, a quase 500 quilômetros de Altamira, onde foram encontrados.

A Polícia Federal disse que teve dificuldades em localizar a balsa porque a embarcação não era vista com facilidade pelos policiais do helicóptero que fazia a busca. Por isso, os integrantes da operação tiveram que usar lanchas, pelos rios afluentes do rio Iriri.

As buscas começaram depois que o Ministério da Justiça e Segurança Pública recebeu denúncia de uma entrada ilegal por meio do rio, de supostos garimpeiros, na terra dos indígenas Xipaia. Com isso, policiais seguiram para a aldeia de KARIMÃ, para reforçar a segurança dos moradores, já que havia suspeitas de que os garimpeiros estariam armados.

A operação, lançada em março deste ano, é coordenada pelo Ministério da Justiça, para proteger os indígenas que vivem na região e a reserva ambiental contra crimes ao meio ambiente e a exploração ilegal de minérios.

A balsa apreendida vai ser destinada a ações de fiscalização ambiental na região.

De acordo com o MJ, o território do povo Xipaia tem cerca de 179 mil hectares de extensão e fica a 400 quilômetros de Altamira, região sudeste do Pará. Cerca de duzentos indígenas moram na região.

Edição: Sâmia Mendes / Guilherme Strozi

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.