Abastecimento de água começa a ser retomado em cidades da Bahia

Os municípios baianos afetados pelas fortes chuvas nos últimos dias começaram a retomar o abastecimento de água gradativamente, segundo informou neste domingo (2) a empresa de abastecimento de água do estado, a Embasa. Os 59 sistemas afetados pelas chuvas foram reabilitados e cidades das regiões do Recôncavo, do Vale do Jiquiriçá e do sul, sudoeste e extremo sul do estado retomam aos poucos o abastecimento de água. A exceção é o município de Caetanos, que até então, não teve o sistema religado.

Ao todo, seis estações foram destruídas pela força da correnteza durante as enchentes que danificaram equipamentos, causaram o rompimento de adutoras e redes de distribuição de água e energia, impedindo o acesso às áreas onde estão localizadas as captações e estações de tratamento.

Para recuperar os sistemas foram mobilizados cerca de 500 trabalhadores durante os últimos dias. As fortes chuvas que atingiram a Bahia deixaram mais de 90 mil pessoas desalojadas ou desabrigadas, prejudicando mais de 660 mil moradores, além de causar 25 mortes e deixar 517 pessoas feridas. 

E a chuva segue pelo país afora. Neste domingo (2), a capital mineira continuou em estado de alerta devido aos riscos de fortes chuvas. A Defesa Civil de Belo Horizonte manteve o alerta por causa da previsão de chuvas de 40 a 60 milímetros com raios e rajadas de vento em torno de 50 quilômetros por hora. A previsão é válida até a manhã desta segunda-feira (3).

O Instituto Nacional de Meteorologia, o Inmet, prevê a possibilidade de chuvas intensas para este domingo (2) em boa parte do território nacional, que vai do oeste do Amazonas, passando por quase todo o estado do Pará, Maranhão, Tocantins, Piauí, oeste da Bahia, Minas Gerais e parte do norte de São Paulo. Há riscos de chuvas de 50 a 100 milímetros por dia com ventos que podem chegar a 100 quilômetros por hora nessas localidades, com riscos de corte de energia e alagamentos.

Já o sul da Bahia, região mais castigada pelas chuvas nos últimos dias, não há previsão de tempestades até a manhã desta segunda-feira (3).

Edição: Rádio Nacional / Suzana Guimarães

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.