A partir do cajueiro, universidade no RN cria um purificador de água

O Rio Grande do Norte é conhecido como a Terra do Caju. E foi a partir da casca do cajueiro, uma planta nativa e abundante na região, que um grupo de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte desenvolveu um coagulante para resolver o problema de acesso à água potável.

De acordo com a pesquisadora, Bruna Ferreira, o novo produto é orgânico e se mostrou mais eficiente que outros coagulantes convencionais.

A professora Tatiane Carnaval, que coordena o estudo, trabalha há mais de 15 anos na área, e explica como funciona o produto quando entra em contato com a água.

Os custos do novo coagulante ainda não foram detalhados. Mas a previsão é que ele tenha um preço acessível já que o processo de extração é simples e a modificação química não implica em grandes investimentos.

Edição: Sheily Noleto / Guilherme Strozi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.